Aparelhos Celulares

Apple: Procon de SP notifica a empresa sobre a falta do carregador junto ao smartphone

Notificação se dá por conta da decisão da Apple de não incluir na embalagem o carregador do Smartphone, apenas o cabo USB-C.

Colunista

Publicado a

em

Nesta ultima terça-feira (27/10) o Procon-SP notificou a Apple, com o objetivo de gerar explicações sobre a decisão de retirar o carregador dos novos iPhones 12 e 12 Pro

Decisão da Apple

Iphone 12

A Apple revelou ao mundo sua nova família iPhones 12. Essa aguardada linha de smartphones trouxe algumas mudanças significativas, mas uma das principais foi a notícia de que a Apple iria dar um fim ao carregador na caixa do iPhone.

A decisão foi explicada por Lisa Jackson, vice-presidente de Meio Ambiente, Política e Iniciativas Sociais da própria Apple.

Segundo ela, a medida visa amenizar o impacto da produção dos aparelhos no meio ambiente, com uma grande redução da emissão de gás carbônico (CO2) na atmosfera.

O grande problema dos consumidores, é o fato de terem de comprar o item separadamente, sabendo que no Brasil, um carregador custa em média R$ 219 na loja oficial da empresa.

Notificação do Procon-SP

Fundação do Procon-SP

O Procon-SP solicitou que a Apple esclareça os motivos de sua decisão, apresentando alternativas que a empresa pretende oferecer ao consumidor para carregar o novo aparelho, além de a estimativa de tempo para o carregamento e como vai funcionar a garantia de cada item.

No próprio site da fabricante do iPhone, eles afirmam que os consumidores podem usar carregadores que já possuem ou comprar os acessórios separadamente.

Entretanto, o que vai contra essa decisão é que a maioria dos acessórios antigos tem entrada USB-A, enquanto todos os celulares virão com cabo USB-C. Somente o iPhone 11 Pro e 11 Pro Max foram vendidos com adaptador de tomada com porta especificada acima.

O órgão pediu que a empresa respondesse esses questionamentos em até 72 horas, contados a partir de terça-feira. Mas a assessoria de imprensa do Procon-SP relatou que a companhia pediu uma extensão do prazo, e que devem responder até dia 9 de novembro.

Até o momento a Apple declarou não irá comentar sobre o caso.

Clique para comentar

Mais lidas +

Gadz © 2017 - E-mail para contato: contato@gadz.com.br

Sair da versão mobile